06/10/2008

O miúdo

Praia da Adraga-06.10.2008




...o miúdo caminhava saltitante pela passadeira de madeira que atravessa a areia em direcção à praia.
nós já fazia-mos o percurso inverso...pela passadeira.
o miúdo parou, ficou especado à nossa frente a olhar para mim com ar de interrogação, depois olhou para nós de braço dado, e... havia uma bengala.
o miúdo voltou a olhar para nós, abriu um sorriso, um grande sorriso, fez um ohh des.dramático, pediu desculpa e ultrapassou-nos pela areia. foi um encontro de segundos mas bastante significativo...

uns dias antes, na caixa prioritária do supermercado estava mais fila que em qualquer das outras caixas, mas ninguém que fosse prioritário. Ela pediu licença e um senhor indignado disse: assim é bom, é só pegar numa bengala...


_________e lá foi o miúdo com aquele ar feliz que os miúdos mostram quando estão felizes.


.

13 comentários:

  1. Será.
    Mas eu quero a rocha. a sombra fresca da rocha. e a gruta. o que esconde a gruta. e a areia, que me leva ao mar. quanta paz!

    Beijo-TE

    ResponderEliminar
  2. A Sensibilidade, infelizmente, é algo que muitas se perde com a idade.
    .
    .
    .
    em muitos casos nunca se chega a te-la
    .
    .
    alguns dirão falta educação. Eu digo que se extraviou no processo de humanização
    .
    bjo reparador

    ResponderEliminar
  3. A medusa foi deste fim-de-semana
    .
    .
    .
    elas eram tantas
    .
    .
    fantasmas perdidos... de outro mundo!

    bjo
    de volta
    boa noite

    ResponderEliminar
  4. Os filhos-da-puta dos avc’s são tramados.

    Como sempre, é um enorme prazer ler-te e tentar ver como tu vês. A vida é assim, uns olham-na com desconfiança, outros aceitam-na e tentam tirar partido dela.
    Corajosos esses que como tu a encaram assim, de frente.

    Enorme abraço, Mié.

    ResponderEliminar
  5. PS: Casa nova? Hummmm… está bonita.

    ResponderEliminar
  6. um sorriso. de miúdo.

    beijo
    jorge vicente

    ResponderEliminar
  7. continuo em voo ___________mas entre uma nuvem e outra passo.


    discretamente. para te saudar na inocência mais pura dos miudos que nos ultrapassam....sempre em flor.


    beijooooooooooooooooooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  8. Ver sem luz é olhar o sentido do coração.
    Lindo.
    Bj.

    ResponderEliminar
  9. A inocência sempre nos toca, porque cada vez estamos menos habituados a ela.

    ResponderEliminar
  10. O miúdo é o azul do mar...

    O resto,...é apenas a dureza da rocha escura,...
    Não há comentários...:))

    Um bom domingo,... de preferência em sitios fantásticos,...para fantásticas fotografias...:)))

    ResponderEliminar
  11. A insensibilidade do mundo é impossível de aceitar! Fiquei indignada!

    "O melhor do mundo são as crianças", como disse Pessoa, mas seria tão mais bonito o mundo, se a eterna criança fosse maior realidade...

    Um beijinho grande :)

    ResponderEliminar
  12. sim.


    miuda. sim mulher. sim.....iluminada.


    s i m!

    ResponderEliminar