23/02/2009

.




Eu te crio paisagem, nada és sem mim.

Cá onde estou, aqui onde a natureza que é pó me conserva exilada, chamo-me. Resgato-me não do sonho mas do sono. rasgo que atravessa a névoa______ por tão breves instantes...______e vejo-te na suficiência certa.

Sou eu que te vejo, e que me vejo a ver-te, e que, ao ver-me, te faço.


____________________e

ausento-me

deixo beijos
ternos.

27 comentários:

  1. Refazemo-nos nos olhares...
    Beijo... sempre.

    ResponderEliminar
  2. einstain dizia, em relacção e sobre o acumulado das teorias que o estudo da realidade incitava na avalanche de descobertas cientificas do seu tempo, será que a lua estará lá quando não estou a olhar para ela.

    ResponderEliminar
  3. é bom saber que a beleza existe numa terça feira de manhã. que bonito, mié. obrigada! um beijo...

    ResponderEliminar
  4. e eu te "crio" paisagem eterna....grata por existires.



    beijo. M.


    ___________________sempre.

    ResponderEliminar
  5. Que bom ter passado por aqui agora.
    Levo um pouco desta paisagem e algumas palavras comigo.
    Para me fazerem companhia.
    Bj

    ResponderEliminar
  6. Quanto baste de beleza tamanha.

    Bom re.tiro.

    ResponderEliminar
  7. Os horizontes tão largos que consegues sempre delinear...!

    Belíssimo texto de prosa poética!

    Exilada, ausente, um símbolo maravilhoso de presença permanente...

    Em espera... da tua criatividade e sensibilidade... ficam beijinhos com ternura também :)

    ResponderEliminar
  8. De um espelho reflexo
    .
    .

    imagem tua... bela
    .
    .
    bjo
    algodao doce
    Bom dia

    ResponderEliminar
  9. Nunca estamos ausentes

    muito menos isolados

    talvez

    temporariamente sós

    bj

    ResponderEliminar
  10. parabens pelo blog. Muito bom em seu todo.
    post forte, marcante.
    Gostei daqui,
    Maurizio

    ResponderEliminar
  11. e amarço.me aqui.



    em jasmim....:)




    beijooooooooooooooooooooooooooooo!!!!!

    ResponderEliminar
  12. Passo para te dar um abraço e um beijinho! :):)

    ResponderEliminar
  13. Refazer a paisagem e sentir-se o criador...
    Muito belo. Um beijo.

    ResponderEliminar
  14. As árvores povoam por aí novos contrastes.

    ResponderEliminar
  15. Como me escapaste dos dedos assim sem eu dar por isso
    como não te li aqui em tempo e porque já não te leio
    noutros locais
    que eu acompanhava...?

    Beijo, a tempo
    com tempo, enorMié

    ResponderEliminar
  16. ando longe. mas nunca daqui de cada vez que venho .... ...

    :)


    terníssima.

    ResponderEliminar
  17. Um beijo, querida Mié!

    Obrigada pela tua presença que adivinho ser a de um ser humano de excelência :):)

    ResponderEliminar
  18. e seu eu for a mão tu és o coração.

    da generosidade.



    o que se dá só por dar.


    (raro...tão raro...)


    beijo-te M.

    ResponderEliminar
  19. Missing you....

    Um abraço grande

    grande

    G
    R
    A
    N
    D
    E

    GRANDE!!!!!!!!!
    enormié

    ResponderEliminar
  20. venho dizer-te obrigada



    dizer-te ainda que já fazes falta



    e deixar-te um beijo.

    ResponderEliminar
  21. Eu de volta e tu re.voltas... estamos em rondas, de adoração nao sei a quê... :-)))
    .
    .
    .
    Já sei... foste abrir a porta... dias lindos, lindos, lindos...
    .
    .
    bjo
    algodão doce

    ResponderEliminar
  22. Tens prémios lá...
    (e eu tenho saudades)
    ... é meu dever informar-te, pois...

    :)

    Beijo enorMié

    ResponderEliminar